Marquezelli defende posse de arma de fogo com menos restrição para população civil

O deputado federal Nelson Marquezelli (PTB-SP) defendeu durante sessão da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, ocorrida nesta quarta-feira (16.10), redução nas restrições à posse de armas adquirida pela população civil para defesa pessoal.

Segundo o parlamentar, a população deseja e tem o direito de se defender. “É muito difícil comprar uma arma legal no Brasil. É mais fácil adquirir no contrabando, compra-se no dia seguinte. Temos de facilitar que pessoas comuns possam se defender na sua casa, na sua propriedade, até no seu carro. O porte na rua é que deve ser mais restrito”, argumentou. Ele sugeriu a descentralização dos processos que regularizam arma de fogo no país. “Competência da União que deveria ser compartilhada com os estados”, sugeriu.

Marquezelli também reivindicou permissão de uso permanente, não apenas em serviço, a todos profissionais que atuam na segurança pública ou privada.

“É um absurdo que um profissional da segurança, como é a guarda municipal, tenha porte apenas em serviço. Esse agente precisa ter arma 24 horas, tem de dormir com uma arma do lado. Não é possível isso”, reclamou o parlamentar.

Na ocasião, a Comissão discutia o projeto de lei n° 3722/2012, de autoria do deputado federal Rogério Peninha Mendonça, que disciplina as normas sobre aquisição, posse, porte e circulação de armas de fogo e munições.

0
0
0
s2sdefault

Gabinete em Brasília

Câmara dos Deputados Anexo IV, Gabinete 920
Brasília - DF
CEP 70160-900
telefone: (61) 3215-5920

Escritório em Pirassununga/SP

Rua José Bonifácio, nº 1868
Bairro Rosário
CEP: 13634-010
Fones: (19) 3565-6509/6512
Fax: 3562-1470
Powered by JS Network Solutions